Como Ficar Bem | Centro de Recursos para a Prevenção

II. Quem São os Scientologists?

Nos seus estudos sobre a Igreja de Scientology, Roy Wallis e Roland Chagnon tentaram traçar as linhas gerais de um perfil dos adeptos. Obtiveram os mesmos resultados num bom número de pontos.

Em França, tentamos reunir o mesmo tipo de dados de 285 adeptos escolhidos de forma aleatória. O perfil que emerge mostra que dois terços são homens, a maioria tem entre os 26 e os 41 anos. A maioria é casada e tem um ou dois filhos.

Normalmente, os Scientologists nasceram e viveram numa zona urbana até aos 18 anos. Estão bem integrados na sociedade, o seu nível profissional é alto (donos de médias empresas, executivos de topo, homens de negócios, artesãos, lojistas). Quarenta e dois por cento completaram o ensino secundário e especializaram-se em áreas técnicas, arte, comércio ou literatura.

Os Scientologists franceses têm, maioritariamente, antecedentes católicos, mas abandonaram essa religião; 16 por cento dizem que eram ateus. Daqueles que concordaram em falar sobre a sua atitude atual em relação à sua religião original, um pouco mais de metade afirmaram que ainda pertencem a essa religião, e vários disseram que a compreendem melhor e que a vivem mais espiritualmente. É digno de nota que a prática de Scientology não conduz necessariamente a um afastamento da religião original embora, em termos práticos, a Scientology seja uma religião completa e os Scientologists geralmente continuem ligados às suas religiões anteriores unicamente por motivos familiares e sociais.

III. Como é que os Scientologists Validam as suas Crenças?
DESCARREGUE O LIVRO BRANCO