Como Ficar Bem | Centro de Recursos para a Prevenção

III. Dogma

Quando escreveu o livro Dianetics: O Poder da Mente sobre o Corpo, estabelecendo uma terapia de ab-reação, L. Ron Hubbard não pensava, tanto quanto sei, que disso resultaria uma igreja ou fé. Nessa altura, o seu único objetivo era ajudar pessoas por meio de processos de abordagem da mente. Por outras palavras, ele duvidava do tratamento dos psicanalistas.9 Então ele procurou outro sistema possível que ajudasse as pessoas e as tornasse mais capazes, e expôs isso no livro básico de Dianetics, publicado pela primeira vez em 1950.

Enquanto avançava na pesquisa, Hubbard descobriu que uma pessoa é mais do que apenas um corpo ou uma mente. Ela é de facto um ser espiritual imortal, a que ele chamou «thetan». O thetan é o próprio indivíduo, não o seu corpo, a sua mente ou qualquer outra coisa. Não é algo que ele tem, mas sim o que ele é. Este thetan tem vivido através de vidas incontáveis e sobreviverá à morte do corpo atual. Este conceito de vidas passadas em Scientology pode ser comparado com as formações cármicas (samskara) do budismo.10

Scientology aborda estes traumas do passado através da prática de audição na qual o thetan pode ser aliviado destas experiências do passado e passar a ter mais consciência de si mesmo como um ser espiritual.

De acordo com a doutrina de Scientology o thetan tem sido sobrecarregado por experiências traumáticas, na vida corrente e nas anteriores, que estão armazenadas numa mente reativa. Estas experiências podem continuar a causar-lhe dor e comportamento irracional e a impedi-lo de atingir toda a consciência espiritual e capacidades. Scientology aborda estes traumas do passado através da prática de audição na qual o thetan pode ser aliviado destas experiências do passado e passar a ter mais consciência de si mesmo como um ser espiritual. Ele encontra respostas para questões como: «Quem sou Eu?» ou «Porque é que eu sou?» À medida que obtém maior consciência espiritual através de audição, ele também aprende a viver uma vida mais completa e ética em todos os planos da existência que, em Scientology, são chamados as Oito Dinâmicas. Considera-se que cada pessoa existe e procura sobrevivência em oito dinâmicas, descritas como se segue:

1.ª Dinâmica: o impulso dinâmico para sobreviver como um indivíduo.

2.ª Dinâmica: o impulso para sobreviver através do sexo e família.

3.ª Dinâmica: a sobrevivência como grupo. Esta inclui todos os grupos tais como o emprego, escola, clube, etc.

4.ª Dinâmica: o impulso para sobreviver para toda a Humanidade.

5.ª Dinâmica: o impulso para sobreviver para todas as formas de vida, tanto vegetais como animais.

6.ª Dinâmica: o impulso para a sobrevivência do universo físico, incluindo toda a matéria, energia, espaço e tempo.

7.ª Dinâmica: o impulso para sobreviver como espíritos — a dimensão espiritual.

8.ª Dinâmica: o impulso para sobreviver como infinito ou Ser Supremo.

Estas dinâmicas podem ser concebidas como círculos concêntricos com cada dinâmica mais alta a cercar as que se encontram abaixo dela. A audição (o aconselhamento espiritual individual que é a prática central de Scientology) aborda todas as dinâmicas e aumenta a consciência e responsabilidade em todas elas, incluindo a relação da pessoa com a dimensão espiritual e Deus.

O conceito do Ser Supremo ou da dinâmica de Deus passa através de toda a doutrina de Scientology. Embora a Scientology não tenha nenhum dogma específico quanto à forma que o Ser Supremo toma, na doutrina religiosa pode ver-se que ele é um Deus — criador no cume de toda a existência. A existência e o papel de Deus vê-se, por exemplo, no Credo da Igreja de Scientology:

Nós da Igreja acreditamos

Que todos os homens, independentemente da sua raça, cor ou credo, foram criados com direitos iguais.

Que todos os homens têm direitos inalienáveis às suas próprias práticas religiosas e ao seu exercício.

Que todos os homens têm direitos inalienáveis às suas próprias vidas.

Que todos os homens têm direitos inalienáveis à sua própria sanidade.

Que todos os homens têm direitos inalienáveis à sua própria defesa.

Que todos os homens têm direitos inalienáveis de conceber, escolher, assistir ou apoiar as suas próprias organizações, igrejas e governos.

Que todos os homens têm direitos inalienáveis de pensar livremente, de falar livremente, de escrever livremente as suas próprias opiniões e de opor-se, expressar-se ou escrever sobre as opiniões dos outros.

Que todos os homens têm direitos inalienáveis à criação da sua própria espécie.

Que as almas dos homens têm os mesmos direitos que os homens.

Que o estudo da mente e a cura de doenças com causas mentais não deveriam ser alienados da religião ou permitidos em campos não religiosos.

E que nenhuma entidade menor do que Deus tem o poder para suspender ou pôr de parte estes direitos, aberta ou encobertamente.

E nós da Igreja acreditamos

Que o Homem é basicamente bom.

Que ele está a procurar sobreviver.

Que a sua sobrevivência depende dele próprio e dos seus companheiros e de ele alcançar uma irmandade com o universo.

E nós, da igreja, acreditamos que as leis de Deus proíbem ao homem

Destruir a sua própria espécie.

Destruir a sanidade de outrem.

Destruir ou escravizar a alma de outrem.

Destruir ou reduzir a sobrevivência dos seus companheiros ou grupo.

E nós da Igreja acreditamos

Que o espírito pode ser salvo e

Que o espírito sozinho pode salvar ou curar o corpo.

Para além da audição, os Scientologists também procuram iluminação através do estudo dos escritos de L. Ron Hubbard ou ouvindo as suas conferências gravadas, que são volumosas. Este estudo, chamado treino, é a outra prática religiosa principal em Scientology, para além da audição.

A Scientology também tem um Programa de Purificação que usa uma combinação de exercício físico, vitaminas e sauna para livrar o corpo de drogas, produtos químicos e outras impurezas que impedem o progresso espiritual. Isto faz parte de ter uma «vida equilibrada» (que é também a tónica dominante dentro da Igreja de Cristo dos Santos dos Últimos Dias, os Mórmones) que ajuda a pessoa a alcançar a 8.ª e mais alta dinâmica que é a «dinâmica de Deus».11

Os ministros de Scientology também realizam casamentos, funerais, batizados e aconselhamento pastoral usando cerimónias religiosas e simbolismo exclusivo de Scientology.

A Scientology partilha a mesma visão que a maior parte das outras religiões quanto a dogmas. Apresenta-os como assuntos de facto objetivo12 mas não usa a palavra da mesma maneira que a Igreja Católica Romana na qual os dogmas religiosos estão estabelecidos para a eternidade (Concílio Vaticano, 1870).

Hubbard declarou que o primeiro princípio é que a sabedoria se destina a todas as pessoas. O segundo é que a sabedoria deve poder ser aplicada, e o terceiro princípio é que ela só é valiosa se for verdadeira ou se funcionar. L. Ron Hubbard disse: «Scientology irá tão longe quanto funcione.»13

IV. Conclusão
DESCARREGUE O LIVRO BRANCO