Como Ficar Bem | Centro de Recursos para a Prevenção

A Scientology tem sido alvo de debate público nos últimos anos e em várias ocasiões, incluindo na Finlândia. Em comparação com alguns países, muito pouco tem sido dito na Finlândia sobre a sua natureza religiosa. Na seguinte exposição concentro-me na questão de saber se Scientology é uma denominação religiosa, e na base para essa conclusão.

I. Definição Inequívoca de Religião

As religiões e as denominações religiosas constituem uma multiplicidade de fenómenos tal que os cientistas não conseguiram chegar a acordo sobre uma definição de religião. Na sociologia finlandesa de religião, a religião é muitas vezes caracterizada por cinco aspetos, tal como foi apresentado pelos americanos, Glock e Stark.

1. Um aspeto de experiência (sentimentos religiosos, experiências e visões da divindade, etc.).

2. Um aspeto ideológico (ideias sobre Deus, vida após a morte, salvação).

3. Um aspeto ritual (prática privada e denominacional da religião, como orações, meditação, serviços divinos e cerimónias religiosas relacionadas com os vários estágios da vida).

4. Um aspeto intelectual (um conhecimento do conteúdo da crença).

5. Os aspetos de consequência (salvação, paz de espírito, comportamento correto).

Geralmente, em todas as definições de religião, presume-se que há uma certa ideia de crença que, quando seguida, levará a uma harmonia com o sentido mais profundo da própria vida — quer seja um Deus individual, o Ser Supremo ou a base Cósmica ou Ética da vida. Em segundo lugar, de uma religião fazem parte ritos e rituais religiosos e normas de comportamento. Em terceiro lugar, a religião requer uma congregação de crentes ou membros.

II. Os Scientologists Consideram-na Uma Religião
DESCARREGUE O LIVRO BRANCO